Menu

Buscar voos das Maldivaspara a Argélia

Mostrar filtros

Argélia

  • Algiers
  • Informações gerais

    Idioma oficial: Árabe
    Fuso horário: UTC +1
    Moeda: Dinar argelino (DZD)

  • Concertos no Ramadã

    Na área do museu Bardo em tempos de Ramadã, há shows e viagens com guia altamente populares.

  • Fora da cidade

    Na cidade de Tipaza você pode ver as ruínas romanas e tumulus, que é uma tumba de reis da Numídia. No porto local, você pode experimentar os melhores frutos do mar do mundo.

  • Formalidades no começo

    Os vistos turísticos para a Argélia são emitidos apenas com base em convites de pessoas que vivem em uma cidade para onde você pretende ir.

O que fazer em Argel?

Argel está localizada na costa africana do Mar Mediterrâneo, capital da Argélia, com três milhões de habitantes e raramente visitada por turistas. Devido a exigências formais específicas, é bastante difícil conseguir um visto turístico, mas vale a pena tentar. A cidade branca e seus moradores fascinam seu charme e hospitalidade.

Argel é conhecida como a cidade branca, já que as fachadas dos edifícios são cobertos de pintura branca. Apesar de estarem muitas vezes sujas e desbotadas por fortes raios solares, a visão da arquitetura urbana - especialmente do lado do mar - deixa uma enorme impressão. A primeira cidade foi estabelecida nessa área pelos antigos romanos. Foi destruída por volta do século VII pelos árabes. Mais tarde, esse terreno foi tomado pelos fenícios, pelo Império Otomano e, no século XIX, pelos franceses. Até hoje, na cidade podem ser observadas influências arquitetônicas dessas culturas. O que vale a pena ver lá?

Certamente, veja a Grande Mesquita com minarete do século 14 e mesquitas de Sidi Abdarrahman, Jam El-Jadida, Ali Bechine. Conheça, também, a mesquita de Ketchaoua, que durante o reinado de francês, por mais de 120 anos, serviu como uma catedral católica (de São Filipe). Não se esqueça da basílica Notre Dame d'Afrique, do Palácio do Governador, do Palácio d'Archeveche e do La Grand Post (o Great Post Office), bem como do Museu Etnográfico Bardo. Não deixe de visitar o bairro mais antigo da cidade, Casbah, listado como Patrimônio Mundial da UNESCO. Em uma das colinas no bairro da cidade, foi construído em 1982 um Monumento dos Mártires da Revolução, de 100 metros de altura. Vale a pena ir até lá, para ver o panorama de uma linda cidade.

Os pratos locais mais famosos são: harira (sopa de grão de bico, lentilha e feijão com harissa), chakchouka (ovos escalfados com tomate, pimentão e cominho), couscous com legumes e karantita (um tipo de pizza). Entre as sobremesas reina baklava, que é tora de filo com mel, nozes e thibarine, uma espécie de licor produzido na base de dáctilos. Não se esqueça de experimentar um chá de menta muito doce. Onde comer? Recomenda-se comerciantes nas ruas e bazares e, entre restaurantes, La Badiane Restaurant e Tanjra Restaurant.